Páginas

sexta-feira, novembro 17, 2017

Um protesto estúpido

Hoje fui buscar minha filha na aula, Escola Técnica Encruzilhada, em Maçambará, Puitã. 

Nina não estava na aula. 

Motivo: um protesto do pessoal ligado ao campo há dois dias bloqueia as estradas e não deixam passar os ônibus escolares.

Primeiro, este é um protesto burro, porque castiga crianças inocentes, minha filhinha tem 7 anos e o ônibus escolar não passa. 

Que culpa têm as crianças, para serem penalizadas devido as políticas do governo federal?

Este é o protesto mais burro e insensato que eu já vi. Nem estou falando que ferem o direito de ir e vir da pessoas, direito constitucional fundamental.

Estranhei que o MP de Itaqui sequer sabia do ocorrido. Formalizei a denúncia, o pessoal do MP é sempre muito solícito e gentil, mas sequer sabiam da baderna destes que se acham donos até das estradas e impedem o direito de ir e vir de inocentes crianças que querem estudar.

O MP me garantiu que vai acionar a Polícia Rodoviária e assegurar o direito de todos transitarem livremente. 

Nada justifica um estupidez desta natureza. Por mais penalizados que todos estejamos sendo, existe um limite dentro da ordem constitucional que precisa ser respeitado. Impedir ônibus escolares de passar em barreira, seja quem for, é uma estupidez ímpar. 

quinta-feira, novembro 16, 2017

Idosos que nunca contribuíram ao INSS podem receber R$ 937 mensais (fonte G1)

Idosos a partir dos 65 anos e deficientes físicos ou intelectuais de qualquer idade podem receber do INSS um salário mínimo mensal, atualmente em R$ 937, sem nunca ter contribuído para a Previdência Social. Isso porque o governo federal mantém para esse grupo de pessoas um benefício assistencial.
É o Benefício da Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/Loas), que está garantido a quem tem baixa renda. Pode ser buscado diretamente em uma agência do INSS. Porém, é preciso ficar atento aos diversos requisitos para conseguir o auxílio.
No caso do benefício para os idosos, além do critério da idade (mais de 65 anos), há a condição de ter renda familiar inferior a um quarto do salário mínimo vigente por pessoa, ou seja, R$ 234,25. O idoso também não pode receber qualquer outro benefício da Seguridade Social ou de outro regime, inclusive o seguro-desemprego.
Já para o deficiente obter esse auxílio, é preciso estar impossibilitado de participar de forma ativa na sociedade e em igualdade de condições com as demais pessoas. Nesses casos, os beneficiários passam por perícia.
O advogado previdenciário Murilo Aith destaca que, muitas vezes, pessoas que precisam da renda deixam de receber por desconhecerem as regras ou até a existência do benefício.
— É um benefício assistencial, por isso, não é necessário que o idoso ou deficiente tenha contribuído ao INSS. Sua função é dar renda mensal a quem não tem condições de trabalhar, no caso de deficientes e, no caso dos idosos, complementar uma renda familiar. É um auxílio de caráter alimentar, porém, muitas vezes, deixa de ser concedido porque as pessoas não sabem que têm direito — explica.
BRIGA JUDICIAL PELO BPC


Cristino Clementino dos Santos, de 57 anos, enfrentou dificuldades para conseguir o benefício e entrou com recurso administrativo, na agência, para conseguir a renda do INSS. Cristino é impossibilitado de trabalhar devido a uma doença crônica nos rins:— Após ter o pedido negado, entrei com recurso administrativo no INSS e agora recebo a renda mensal — conta.
Quem também enfrenta peregrinação para obter o BPC é Roberta, de 39 anos. A dona de casa — mãe do Carlos Eduardo Bittencourt, de 6 anos, que sofre de uma doença degenerativa, a neurofibromatose — teve o pedido negado duas vezes pelo órgão e decidiu ir à Justiça:
— Não quero o dinheiro para mim, quero para conseguir uma qualidade de vida melhor para meu filho.
Procurado sobre o caso do menino Carlos Eduardo, o INSS respondeu apenas “que o pedido foi negado porque a renda familiar é superior ao estabelecido por lei”.
INSS COMEÇA PENTE-FINO NOS BENEFÍCIOS
Irregularidades no pagamento do BPC estão na mira do INSS. Segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) o pente-fino nesse benefício começará com a visita de assistentes sociais aos deficientes, para constatar a necessidade de continuar o pagamento do auxílio. Atualmente, 4,47 milhões de pessoas recebem o benefício em todo o país.
Já em 2018, o MDS pretende revisar o benefício pago aos idosos, que também receberão a visita de assistentes sociais. O ministério estima uma economia inicial de R$ 670 milhões com o cancelamento de pagamento irregulares.
Com o início do processo de revisão, o MDS já encontrou irregularidades em 60 mil auxílios concedidos. Desses, 17 mil eram pagos a pessoas que já morreram, e os cortes geraram economia de R$ 190 milhões. Em outro cruzamento de dados feito pela pasta, foram identificados 43 mil beneficiários que recebem o auxílio mesmo tendo renda superior ao valor estipulado pelo INSS para fazer parte do programa.

CADASTRO

O governo exige um cadastro prévio para que o idoso ou o deficiente peça o BPC. É necessário estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico).

LOCAIS

O CadÚnico é feito nas agências do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de cada município.

RENDA

Os segurados que recebem essa modalidade de assistência (BPC) não têm direito ao 13º 

Reflexões

Creio que nesse momento de profundo radicalismo da política nacional, fica muito difícil identificar onde reside a razão.

Na verdade, vários atores políticos são decentes e existe um núcleo de verdade em cada construção discursiva.

Eu próprio, passei por momento de turbulências ideológicas. É que o discurso moral em defesa da família, da unicidade familiar, embora pregado pela direita, tem minha simpatia e minha concordância. Nesse campo, estou em franca divergência com a esquerda.

Já no que tange ao problema econômico e a linha de investimentos no social, as prioridades sociais da pauta governamental, e o incentivo à educação, saúde, habitação popular e linhas de financiamento e créditos aos pequenos e médios, a proposta da esquerda é bem mais sensata e com ela concordo. 

Hoje, entendo Marina Silva, que sustentou que não é oposição e nem situação, nem esquerda e nem direita.

Existe algo muito maior no mundo. Um governo invisível, que controla os mercados financeiros, que detém o conhecimento das matrizes tecnológicas, que formam os grandes oligopólios das cadeias produtivas da alimentação e envolvem a pecuária e a agricultura, para estes, tanto faz o governo do Estado nacional ser de esquerda ou de direita. Porém, fica claro que desta ideologia de expansão do mercado mundial e controle das pessoas, existe sim a noção de destruir a família, de jogar pais contra filhos, de banalizar o sexo, de destruir a noção da ordem social judaico-cristã. Aqui é o ponto mais delicado de tudo e aqui é que deve iniciar a reação dos carismáticos, católicos, evangélicos, espíritas, umbadistas e de todos que defendem a família tradicional como célula mestra de todo este epicentro global.  

É claro que razão assiste, por incrível que pareça, a Olavo de Carvalho, um ícone de direita, quando sustenta que a estes, do governo invisível, tanto faz o rótulo do governo de um país, de esquerda ou de direita. 

É a transnacionalização de um governo cujos interesses estão acima dos interesses nacionais. A eles, que controlam o sistema financeiro, o mercado de alimentos, o mercado de roupas e moda, o mercado de veículos, que detém todas as matrizes tecnológicas e da manipulação genética, tanto faz o PT no poder, Bolsonaro ou Lula, Dória ou Marina, eles detém o controle de tudo mesmo. Somos meras marionetes dentro da nova ordem mundial.

Talvez não tão extremado com os vídeos de  evangélicos americanos, mas - contudo - sugestivos de que é preciso esboçar uma resistência cristã e judaica, principalmente assentada na ideologia de Jesus, afinal este sempre se opôs tanto ao judaísmo, mesmo sendo Judeu, quanto a dominação do império romano. 

Jesus é evidentemente uma terceira via de poder nas relações do seu tempo. Curiosamente, hoje, é sua mensagem e sua pregação, que pode unificar a resistência diante desta nova ordem mundial, eis que embora pese a dominação científica e tecnológica, associada a financeira, ela trás embutida em si mesma, um apelo mortal a família, o incentivo a alienação, a robotização das pessoas, incentivadas a não mais pensar, apenas a consumir acriticamente, aceitando as regras dos ícones pops com seus ritos e costumes, aceitando as regras do mercado financeiro, aceitando a escravização pela domínio científico e tecnológico dos que detém as matrizes tecnológicas. Em suma, somos educados para o conformismo social e econômico. 

Assim, é lastimável a acriticidade de setores evangélicos, vítimas deste contexto, mas que convivem com ele, gerando a alienação e submissão, em troca do status quo dos dízimos de da manipulação mais primária sobre um contingente alienado. 

Por outro lado, embora alguns detenham informações reais sobre o uso de chip em seres humanos, o que já acontece com o sistema de saúde nos  EUA, embora até falem na nova ordem mundial dos caixões e na incógnita da FEMA, a reação é sempre uma mira errada, pois tratam tudo produto do comunismo, se voltam contra as pessoas de esquerda e cometem um terrível erro de avaliação. Exatamente por não compreenderem a esta nova ordem mundial, tanto faz o comunismo, o liberalismo, o capitalismo ou o socialismo. 

A nova ordem mundial dos caixões está acima de ideologias, a eles tanto faz esta ou aquela modalidade de governo. Isso, infelizmente, 99% dos evangélicos e católicos não compreendem. É evidente que a nova ordem mundial não quer destruir apenas a família, ela usa ritos e símbolos satânicos, a erotização infantil, incentiva a depravação sexual, combate o amor romântico, vulgariza as relações firmes e assentadas na fraternidade e no amor, aposta na confusão sexual, pois a estes interessa a alienação e a boçalidade. 

Quanto mais estúpido e ignorante for um povo, mais fácil será a subserviência, Quanto mais os jovens contentarem-se com o conhecimento empastelado, quanto mais acríticos forem, lendo apenas as notícias produzidas por suas agências, quanto mais os jovens envolverem-se com drogas, sexo, motos, carros, cavalos, bebedeiras, melhor e mais fácil é a dominação. 

Pari passu, existe em pauta ideologia da destruição das pessoas que pensam e querem incentivar um debate crítico. Isso é notório nos EUA, no México, na Argentina, no Brasil e até aqui em Santiago. 

Apontar a dominação, identificar os rumos da perversidade social, política e econômica, implica na desconstrução da pessoa que pensa e estuda, fora dos padrões de dominação. 

Temos muito que pensar e refletir. 

Oxalá, saibamos, com a Graça Divina, entender este processo de dominação e buscarmos alternativa críticas em nível macro de política como fator determinante desta redefinição de paradigmas. 

Caso Caetano Veloso e acusação de pedofilia gera guerra judicial e de liminares

A síntese do enredo é a seguinte. O cantor Caetano Veloso começou a namorar sua atual esposa e mãe dos seus fihos, Paula Lavigne, quando ela tinha 13 anos e ele 40 anos.

Alessandre Frota e o MBL o acusaram de pedófilo e o caso foi parar nas mãos da juíza Flávia Gonçalvez da 14ª Vara Cível do Rio de Janeiro. 

O escritor Flávio Azambuja Martins também acusou o cantor, mas a juíza deu antecipação de tutela ao artista e mandou tirar as postagens.

A polêmica parece não ter mais fim. 

Mais uma vez veio a tona o caso do presidente francês, Macron, que começou a ter relações com sua esposa, Brigite Macron, quando ele tinha 15 anos e ela 40. Foi um dos argumentos usados. É um debate explosivo, de cunho moral, que associa posições político-partidárias e ideológicas opostas entre si. 

quarta-feira, novembro 15, 2017

Blog deu o furo dia 09 de novembro, hoje, Zero Hora confirma para todo o Estado

O Jornal Zero Hora, hoje, dá o furo de reportagem sobre a aliança do PP com o PTB.

Data Venia, para os leitores do blog esta notícia é velha. 

Há dias publicamos sobre tal aliança e colocamos que o nome forte preferencial era o de um delegado de polícia. Na mosca. ZH repete o que todos meus leitores já sabiam.

Um importante jornalista de capital me perguntou pelo whats, como eu detinha tal informação e nenhum órgão de imprensa da capital sabia?

Respondi a ele: contatos, apenas contatos. 

Vejamos o que escrevi dia 09 de novembro, portanto, Zero Hora, que deveria saber das coisas, divulga o "furo" uma semana depois de divulgado em nosso blog:

https://julioprates.blogspot.com.br/2017/11/heinze-cresce-e-ameaca-sucessao-em.html

Saiba o que é a FEMA e a nova ordem mundial dos caixões


Em vídeo, embora produzido por evangélicos americanos, quando Barak Obama ainda era o Presidente dos EEUU, revela bem ao mundo o debate sobre a fabricação de milhares e milhares de caixões para defuntos e também explica o que é FEMA e a importância que a organização assumiu dentro do país mais poderoso do mundo, sendo que a FEMA pode até destituir os poderes do próprio presidente. 

A título de informação e conhecimento, sugiro que assistam mais este vídeo.

Dória autoriza cobrança de ISSQN sobre a Netflix e Spotify. Está certo. Não cobrar ISS destes serviços é abrir mão de receitas municipais

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), aproveitou o feriado da Proclamação da República para aprovar a cobrança de um novo imposto de serviços de streaming como Netflix e Spotify na capital paulista.
O projeto de lei foi criado pelo Executivo e aprovado pela Câmara Municipal no dia 1º de novembro. Agora, ele passa pelo crivo do prefeito tucano e passa a vigorar na cidade de São Paulo sob o número 16.575/17.
Isso significa que não só Netflix e Spotify, como também todos os serviços de streaming que atuam na cidade, terão de pagar uma nova aliquota de 2,9%. Com isso, a expectativa da Prefeitura de São Paulo é elevar as receitas do município em até 90% do montante atual. A sanção tem efeito imediato, passando a valer já a partir desta quarta (15). A cobrança, todavia, só deve iniciar em dezembro.
Até lá, o governo federal terá de adequar a legislação federal sobre o tema, apontando que a capital paulista pode fazer a cobrança do chamado Imposto Sobre Serviço (ISS) às plataformas de conteúdo sob demanda.
A notícia encerra o caminho controverso traçado pelo projeto de lei, que recebeu amplo apoio de Doria. Em setembro, o prefeito chegou até mesmo a dizer que a "Netflix é rica o suficiente para não repassar impostos a clientes". A resposta do serviço de streaming mais famoso do mundo veio na última semana, com ele garantido que não irá cobrar o valor dos clientes - pelo menos por enquanto.
Os demais serviços do gênero ainda não se posicionaram sobre se irão cobrar o novo valor dos assinantes ou não.
Fonte: Estadão


Fique por dentro do mundo da tecnologia!
Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.

O golpe militar está a caminho e já existe até uma lista de quem deve ser preso de imediato

Santiago assiste, hoje, mais uma manifestação em torno do tanque de guerra, na praça do QG. 

Pedem intervenção militar já. 

Eu julgo ser um direito legítimo das pessoas. São cidadãos e cidadãs honestos, gente decente e de bem, contribuintes de saco cheio com a roubalheira e sem perspectivas e confiança nos políticos. 

Se eu já ando sem referências, devido a podridão, imagino quem não tem muita paciência em esperar por um país decente.

Não apoio e não condeno. Apenas entendo os dois lados. 

Na verdade, ali estão eleitores do Guilherme e do Tiago. Sinal de desesperança com o próprio PP. O Guilherme entrou limpo e saiu limpo do processo eleitoral. Fez uma campanha eleitoral honrada e ética. Limpa de uma ponta a outra. 

Na minha opinião, se houver eleições em 2020, será candidato chapa pura com Peruffo do IBGE de vice, até porque coligação estão vetadas. 

Enfrentará um Tiago desgastado. E tem no meio o complicado fator Bianchini. 

Guilherme não apoia Bianchini e vice-versa. 

===

Soube de um palestra que houve aqui no num Sindicato. O palestrante, alta patente do exército, confirmou que o golpe está andamento e eles farão tudo com tranquilidade. A lista de quem eles devem prender é pequena, não mais de 2.200 (dois mil e duzentos) nomes. O STF e o Congresso serão fechados. Se o golpe vai acontecer ou não, é o que saberemos em breve. O certo é que a sociedade na rua, incentivando a intervenção militar, não se pode duvidar de mais nada. Ademais, corrobora este sentimento de repulsa social, o STF e o Congresso Nacional. 


Saiba que as mensagens apagadas no seu aparelho de Whastsapp podem ser recuperadas

função de apagar mensagens enviadas pelo WhatsApp, inclusive para quem as recebeu, foi comemorada por muita gente. Afinal de contas, é o fim dos textos enviados por engano ou das comunicações constrangedoras mandadas para a pessoa errada. Mas e se tudo isso, ainda assim, ficasse armazenado na memória dos smartphones?
Foi o que descobriu um grupo de especialistas, que alegam que, mesmo apagadas, as mensagens permanecem armazenadas no registro de notificações do Android. Dá para acessar o histórico por meio do menu de configurações do sistema operacional e, de forma ainda mais fácil, com aplicativos de terceiros, como o popular Nova Launcher, que traz essa opção nativamente.
Sendo assim, caso o utilizador tenha o aparelho configurado para notificá-lo do recebimento de mensagens pelo WhatsApp, ele poderá ler os textos deletados por meio do histórico. Ao desenvolver a função, a equipe do mensageiro tomou o cuidado de fazer com que os alertas também fossem retidos no momento em que uma comunicação é deletada. Isso, entretanto, não se aplica ao registro em si.
Existem, porém, algumas limitações ao método, que só está disponível da versão 7.0 do Android em diante. O sistema operacional armazena o histórico, sim, mas também o apaga caso o celular seja reinicializado, seja pelo próprio usuário ou após uma atualização. Além disso, em todos os casos, apenas os primeiros 100 caracteres da mensagem apagada poderão ser vistos por conta da maneira resumida com a qual a plataforma lida com as notificações de texto.
Seja como for, permanece a necessidade de atenção na utilização do WhatsApp, apesar de ser preciso uma série de passos ou ferramentas específicas para acesso ao histórico. O pesadelo pode ter ficado mais fraco e nebuloso, mas ainda existe, por isso preste bem atenção antes de mandar aquelas mensagens comprometedoras e certifique-se de que está falando com a pessoa correta.
Fonte: Android Jefe
CANALTECH

Cantores gospeis que usam símbolos satânicos. Reflexão crítica


O que há por trás da ascensão mundial dos astros pops? A nova ordem mundial dos caixões


Como são preparados os artistas pops do mundo do Brasil para influenciarem o modo de pensar das gerações jovens, desde à rebeldia contra os pais, uso de drogas, sexo casual e destruição da família. 

terça-feira, novembro 14, 2017

ADVOGADOS

Corregedoria Geral da Justiça do Estado de São Paulo autorizou os cartórios a protestar contrato de honorários advocatícios de clientes inadimplentes. Continua: ​http://bit.ly/2zDuTnG_advocacia_e_justica

Frade Cipolla, em ingênuo

A dominação do Frade Cipolla sobre os seus camponeses, ainda que eficaz à época, hoje pode parecer absolutamente ingênua. A naturalização do absurdo, na experiência singular de Cipolla, hoje já se dá de forma massiva, sobre as grandes massas de homens e mulheres, cujas fontes de informação estão situadas apenas nas mídias tradicionais. (Giovanni Boccaccio, criador do personagem, por Raffaello Sanzio Morghen, 1758-1833)

Tarso Genro*
Com seu “Amor de Gigantes” (1989), o Professor Luis Alberto Warat publicou um primoroso ensaio sobre emancipação, democracia e política, de um ponto de vista não habitual na ciência política da academia. A saber, um enfoque a partir da formação da subjetividade humana, da cultura, do “desejo”, ensaio no qual – já nas primeiras linhas – ele faz uma constatação, cuja veracidade vai se firmando nos próximos quase trinta anos: “Há uma razão informatizada que tomou o lugar do amor para celebrar a emergência dos androides, as sombras do homem”. Na vida concreta, a técnica substitui o conceito, o impulso substitui o afeto, a mensagem midiatizada pelos oligopólios substitui os argumentos e a filosofia. Os fluxos da História – como mostrou o professor Castells – passam a ser um jato irracional, aparentemente sem ordem e sem sujeitos.
Como as pessoas dominam as outras, nas diferentes épocas? Gramsci, quase no final dos seus “Cadernos do Cárcere”, refere à Décima novela do “Decamerão”, para contar o seguinte: “Frade Cipolla promete mostrar a alguns camponeses pobres da Toscana uma pena do anjo Gabriel – na verdade uma pena de papagaio, uma ave linda ainda inteiramente desconhecida na região. Frade Cipolla, também vítima de uma trapaça, no lugar da pena encontra carvão, mas declara astutamente que esses pedaços de carvão foram os que assaram São Lourenço.”  No caso citado, o trapaceiro exerce a sua dominação através de uma simples mentira, que pode ser contestada com um argumento direto contra ele, ou através de uma outra mentira, “defensiva”, de quem foi logrado.
O fascismo da pós-modernidade exige a técnica substituindo o conceito, o impulso substituindo o afeto, a mensagem aparentemente pura de toda a ideologia – mas profundamente ideológica -, substituindo o argumento da razão, de tal forma que se dissolva a capacidade de “problematizar” o mundo (de filosofar). O fascismo da pós- modernidade não se origina somente dos ajustes e desajustes de classe, mas é um modo de derrotar uma civilização inteira, em conjunto com os resquícios revolucionários democráticos da razão sufocada. Por isso, este fascismo deve se tornar uma modo de vida “conscientemente orientado”, para substituir o homem real pelo homem utópico e perfeito, composto, não pelo amor desejante (que em termos sociais significa solidariedade humana), mas seja composto pelo que lhe fornece o mercado, engendrado para uma nova etapa de acumulação.
A dominação do Frade Cipolla sobre os seus camponeses, ainda que eficaz à época, hoje pode parecer absolutamente ingênua. A naturalização do absurdo, na experiência singular de Cipolla, hoje já se dá de forma massiva, sobre as grandes massas de homens e mulheres, cujas fontes de informação estão situadas apenas nas mídias tradicionais, que tanto controlam o pensamento, pela forma cientificamente planejada com que dão uma informação, como pela forma dirigida com que não informam ou não se manifestam, sobre determinados fatos. Um jornalista pede o assassinato de um ex-presidente e um ministro do Supremo solidariza-se – ainda que de forma contida – com uma manifestação de racismo explícito e a indignação da sociedade, como conjunto, fica próxima de zero.
As condições para um fascismo de novo tipo estão dadas e ele não será nem melhor, nem pior do que o outro, se vier. Mas levará a uma brutal selvageria política, a partir do Estado, que será máximo – para reprimir e matar – mas mínimo, para atacar a corrupção, que certamente será  monopolizada, desta feita, diretamente pelos técnicos condutores do Estado Mínimo. Suas condições de exercício do poder total – pelos meios repressivos do Estado e pelo controle da opinião pública – espantariam até o Frade Cipolla, como dominador singular, representativo de toda uma época de trevas da Idade Média, que lança os seus tentáculos sobre a modernidade decadente.
***
*Tarso Genro foi Governador do Estado do Rio Grande do Sul,  Ministro da Justiça, Ministro da Educação e Ministro das Relações Institucionais do Brasil.


Foto

Eu vou esperar os autos.

A nova ordem mundial dos caixões

Os Estados Unidos estão produzindo milhões de caixões onde cabem até 4 corpos. Da mesma forma, existe uma construção massiva de cemitérios.

Existe um plano mundial para eliminar boa parte da população mundial do planeta. 

Assista este vídeo. Tire um tempo. E entenda como está se processando este fenômeno mortal que já está em curso no planeta. 

Alguém têm dúvidas do que vai acontecer num futuro próximo?

Minha amada filhinha adora fotos e, agora, é fotógrafa de si mesma. 

Amanhã vai no cinema com os coleguinhas dela e sexta-feira a tarde consulta o oculista, Dr. Azambuja. 

Ela tem se queixado de um problema de visão. A glicose dela tá alta, não sei se não há relação. Sexta-feira nosso médico ajudará nos dirimir a dúvida. 

Tenho aprendido muito com Nina. Por um outro lado, descubro-mo idiota em tantas questões. 

Mostrei - ao longo do ano - vídeos de acidentes aéreos para ela. Agora, ela ganhou uma viagem para Paris e Milão. Estou providenciando o passaporte dela. Hoje a tarde, ela me disse que não quer ir a Paris porque não quer entrar num avião. É claro, mea culpa, eu sou um idiota, jamais deveria ter mostrado tais vídeos a ela. 

Minha filha ajuda a adocicar minha vida.

===

Leio a decisão dos procuradores e juízes do trabalho. Não vão acatar a reforma trabalhista. É o caos e a anarquia total. De um lado, consideram o Congresso ilegal. Deixam de ter razão?

Com a anomia, o congresso já não obedece ao STF. 

Têm lógica os juízes e procuradores do trabalho não acatarem a decisão do congresso. 

Doravante, ninguém mais vai cumprir leis. Já estão fazendo justiça privada aqui na região. O que eu sei é horripilante. 

Os bandidos estão carneando impunemente. O caos é geral. 

Logo viveremos uma carnificina sem precedentes. 

Não sei onde vamos parar. 

É a volta da lei do Talião, na luta de classes. Os ricos matam, pegam os ladrões e fazem justiça pobre. Os ladrões vão matar com truculência. Será um salve-se quem puder. 

As coisas estão complicadas. Demais. 

Quem semeia ventos, colhe tempestades. O que estão se esquecendo é que a lei não vale mais no país. 

É só observar que o Congresso mandou o STF às favas. Agora, os procuradores do trabalho e juízes desafiam o congresso. Alguém tem dúvidas do que vai acontecer num futuro muito próximo?

===

Mas que bomba este prédio aí do Centro. O CREA deveria se manifestar urgentemente. A população está assustada. 

segunda-feira, novembro 13, 2017

Todos morremos um pouco com Chicão



4 de janeiro de 2006. Lançamento dos livros PAMPA Em PROGRESSO e BOCA DE LOBO. Pela primeira vez na história de Santiago, 3 canais de TVs cobrem o lançamento de livros, RBS, SBT e TVE. Só na mesa, 42 autoridades. Na foto, Meu querido saudoso amigo Chicão, eu e Vanderlan Vasconcelos, secretário nacional do Ministério da Ciência e Tecnologia, representando a Presidência da República. Ao meu leu lado, Deputado Covatti, Representando a mesa da Câmara Federal. Detalhe: os livros eram de minha autoria. O único, até hoje, sobre o governo CHICÃO é de minha autoria.

Chicão - Um coração bom, um político democrata, um amigo da democracia, sabia conviver com os opostos, sabia admitir divergências, não exigia submissão ao seu pensamento, era cercado de amigos, avesso a bajuladores, aceitava as críticas como parte da atividade política, apreciava e crescia na interação crítica, por isso era cercado por todos, inclusive dos que pensavam diferente dele. Era amado, agregador nato, por isso, está consagrado pela História. Foi o maior líder político nossos de todos os tempos.

A História já reservou a lata do lixo para os ditadores, anti-democráticos, que querem calar a voz das pessoas usando e intimidando pelo poder judiciário, que é o caso do Tiago Lacerda. 

Eu não me intimido, ouviu Tiago, ouviu Isaque, nem a ditadura, com choques elétricos e torturas me calou, não será vcs dois. Entrem com um processo por dia, vcs intimidam covardes, a mim, jamais.

O Chicão era PP, e era amigo meu. Não usava o aparato repressivo do Estado para impedir divergências e nem críticas. Era um sábio, crescia na crítica e sabia extrair lições das divergências. Essa era sua maior grandeza. Tinha orgulho em dizer que era amigo dos adversários. Não usava armas de fogo para ameaçar as pessoas com as quais fez acordo. Era um homem de palavra, sempre honrou o que disse, por isso não andava em delegacias registrando ocorrências para calar críticos, não entrava com processos nem diante das críticas que lhes eram mais hostis. Sabia conviver com a adversidade e construía uma riqueza ímpar ao saber assimilar a variedade de pensamentos diversos.

Seu reconhecimento histórico já está em nossos anais. Sua vida virou uma lenda e sua história é um rastro de bom-senso, de liderança, de ponderação, de equilíbrio, de harmonia e fraternidade. 

Deus o levou. Levará cada um de nós. 

Eu chorei muito por ele. Fui a segunda pessoa a receber a ligação comunicando sua morte. A primeira, foi o Ruivo, a segunda, fui eu. 

Peguei a NINA, bebê, enrolada num manto e fomos até o local. Vivemos momentos de pavor ao chegar no local. 

Domingo anterior a sua morte esteve em nossa casa. Sentou-se as 18 horas e saiu as 21.10. Tínhamos uma divergência aberta por causa do Bioma Pampa e o plantio de exóticas pela Stora Enso. Ele ouviu-nos, eis que ele presidia a comissão de agricultura da Assembléia Legislativa. 

Como a Eliziane iria fazer Doutorado em Ecologia na UFRGS e ele tinha um apartamento vazio e mobiliado perto da Universidade, mandou-nos pegar a chave com o Tavinho e usar o apartamento enquanto durasse o doutorado da Eliziane. Não era necessário pagar aluguel, nem água e nem luz ... Tudo o que queria era manter boas relações conosco e que nós o ajudássemos nos debates, sendo que se comprometeu a editar o contraditório convidando os professores Pillar e Buckup, da UFRGS. Explicamos a ele o outro lado do cultivo de exóticas no Bioma Pampa.

Isso foi no domingo. Sexta-feira a noite, o trágico acidente de carro.

O PP mudou completamente, na minha opinião. 

Acabou a democracia, hoje com Tiago Lacerda reina o terror, uma ditadura, nenhuma crítica é aceita, só submissão, arrogância, processos, acusações de todos os lados. Existe uma corja de bajuladores, uma imprensa acrítica, acabaram-se os debates em Santiago, perdemos a riqueza e o charme da intelectualidade ... Viramos um terras de covardes, nem oposição existe mais ... creio que todos morremos um pouco com Chicão. 



domingo, novembro 12, 2017

Manuela Presidente, por um Brasil diferente



A direita toda tá de pau na Manoela por esta foto. É ciúmes. A política brasileira tá uma merda, convenhamos. Manuela é voto no prazer, no hedonismo. De que adianta votar em engravatado? Já tentamos de tudo. Sociólogo, operário, advogado, economista ...

Temos o Ciro aí que é bom. Eu gosto dele. Mas ... é um político. 

Eu acho que a Manuela é a pessoa certa para por ordem nesta zorra. Não a subestimem. Não voto nela, mas posso mudar meu voto. 

Com certeza, é uma pessoa diferente. Nunca o Brasil teve a chance de ter uma presidenta com a peteca mais gostosa da política nacional. É claro que é um juízo valorativo e os homens vão pensar nisso. Não tá ao nosso alcance, mas podemos ser representados por ela. Já é um consolo.

Eu sou um homem de meia idade. Já cansei de votar no melhor, no que argumenta melhor, nas melhores propostas econômicas, nas melhores propostas sociais, nas melhores propostas educacionais ... agora, eu to de saco cheio com os políticos homens. As mulheres até roubam, mas bem menos. Olhem esta quadrilha que está aí. Quantas mulheres têm? 

Eu sei que pegaram no pé da ministra baiana. Mas eu não vi mal nenhum em ela pedir o salário dobrado. 30  mil é - sim - muito pouco para uma Ministra de Estado. Ela - com certeza - não é fingida, não rouba e nem tem grana de caixa dois. No fundo, eu até acho 60 mil mensais pouco. 

Mas voltemos à Manuela. 

Antes eu achava que desmiolados votavam nela pela beleza, pela simpatia e pelo fato de ser gostosa.

Hoje, eu mudei. Virei desmioalado. Ou nunca tive miolos. Ou cai na razão e não sei. 

Adorei esta foto de Manuela. To louquinho de vontade de mudar meu voto. 

O que é a política. Nunca imaginei que eu fosse chegar nesse ponto. Mas os políticos mexeram tanto com meu cérebro que agora eu mudei totalmente meus juízos valorativos numa escolha presidencial.

E se não der com o Lula, aí eu vou deixar o Ciro e a Marina e vou de Manuela no primeiro turno. 

Agora, falando sério. Eu conheço a Manuela. É muito preparada. Sabe bem das coisas. Domina economia dez vezes melhor que o Bolsonaro. Ela é simples, ela me passa pureza com esta roupa, com estes braços puros, com estes dedos sem anéis, este corte singelo de cabelo, sem enfeites e apenas com uma tiarinha ... é um sonho de Presidenta. 

Se ela fizer a campanha com suas botinas pretas, sem se fantasiar de dondoca, tá feito o estrago na sucessão presidencial. 

Anotem. 

Alô Beleza !!!






sábado, novembro 11, 2017

Minha primeira postagem sem título

Nas longas madrugadas que passo acordado, devido a dificuldade de concentração em função da dor, optei por deixar fluir o tempo assistindo documentários disponíveis no youtube. Assisto preferencialmente, documentários sobre a segunda guerra mundial, o nazismo, e outros sobre acidentes aéreos. Gosto  - também - de outros sobre cremação, criogenia, roubo de cadáveres para os cursos de medicina, na Inglaterra e, em último, assisto documentários sobre A Bíblia Proibida, evangelhos apócrifos, manuscritos do mar morto ... por aí.

Depois de ter passado a dor no ciático, eis que domingo a noite voltou tudo muito forte, durante a viagem que fiz para levar a Nina ... e isso que não estava dirigindo. Na verdade, descobri uma hérnia de disco. Agora eu entendo porque as pessoas apelam para a morfina. 

Minhas noites longas viraram um laboratório do pensamento. 

Li muito nesta minha vida. 

Entendo bem a III Tese sobre Feurbach. Sei bem o que são as circunstâncias. 

Psicanalizando-me, entendo que sou depositário de amor, de ódios e de vários outros valores. 

Não sei se existe o absoluto. Nem sei se a própria morte é absoluta. Temos teorias. Com o passar dos anos, na medida em que estudei e li, comparei versões e visões, tornei-me tão compreensivo sobre as atitudes das pessoas, compreensivo no sentido de compreender, não de concordar. Há fatos com os quais concordo, e, outros, dos quais discordo. 


Tenho que tirar uma dor de dentro de mim. É o que me inquieta, me perturba e tira o sossego de minha alma. 

Eu não queria. Mas as circunstâncias me empurram para da busca da saída. 

Toda a dor tem uma solução. Aprendi  isso ao longo da minha vida. Contra as dores é que agem os seres humanos. A ação, existem várias alternativas. Cada um constrói a sua, conforme as circunstâncias. 

Tudo na vida, tem um começo, um meio e um fim. Por enquanto, a morte ainda é um mistério. Não sabemos nada sobre a morte, se existe mesmo vida após a morte, se existe vida eterna, céu, inferno, reencarnação, o certo é que existem teorias. Muita teoria e cada um segue o que crê. 

A gente quando começa uma coisa, precisa terminá-la. 

No início do ano, conversando com a juíza Ana Paula Nickel, revelei a ela minha disposição de renunciar minha condição de advogado e minha carteira da OAB. 

Sempre gostei muito do Direito. Mas vai um abismo entre gostar do Direito, que é apaixonante, e ser advogado. Vivi sempre envolto do direito. Só decidi tirar minha carteira da OAB quando minha ex-esposa ficou grávida da Nina. Fui muito infeliz no Direito e o Direito levou a minha separação e o consequente afastamento de minha filhinha. Perdi tudo. Um lar que ruiu, uma família que virou poeira, uma imagem destruída, e longas e intermináveis noites pensando na solução.

Poucas pessoas estudaram o que eu estudei e poucas pessoas chegaram nos paradigmas das ciências sociais e humanas como eu cheguei. Foi uma busca que comecei. Um dia, me lembro bem, tinha 27 anos e despertei para esta busca,  os campos paradigmáticos precisavam ser entendidos. Tudo me parecia distante. Mas fui, fui, fui, fui ... 

Com o passar dos anos, tudo me afigurava uma obviedade: tudo são construções discursivas. As religiões, as idéias políticas, a moral, a ética ... usando a fonologia, a psicanálise e um Método, cheguei a mais absurda conclusão. Aí - finalmente - entendi Albert Camus e o sentido absurdo da vida. 

Minha vida em Porto Alegre, São Paulo e Brasília, tinha uma curiosidade: construí um campo de amizades, um círculo social, e com estas amizades e este círculo social, eu tinha vida, debate, análises, troca de idéias, riqueza e fecundidade. Líamos e debatíamos de tudo ... de Maquiavel a Mosca, de Platão e Nietzsche, de Rosseau a Kelsen, de Max Weber a Parsons, de Freud a Derrida, de Marx a toda esta plêiade de pensadores liberais, nada escapava ... Ainda tínhamos tempo para curtir Bach ao cravo, apreciar Claude Monet, surfar em Picasso e  tentar entender o que tanto me fascinava em Van Gogh. 

Ruy
Quando volto a Santiago, minha cidade natal, defronto-me com um abismo. Perdi os debates, sai do círculo riquíssimo em idéias e caí no oco e irracional do nada. Que me perdoem todos, honestamente, me perdoem, mas a pessoa mais brilhantemente inteligente que eu encontrei, que realmente conhece o que eu conhecia e sempre supriu-me na interação do diálogo, foi meu prezado amigo Ruy Gessinger. 

Fiquei muito triste quando ele foi embora. Perdi um grande diálogo. Ruy é um gênio. É raro. Eu sempre gostei de provocá-lo. Um dia ele estava indo para a Europa e passaria pela Espanha e Alemanha. Lembrei-me  - imediatamente  - de Trotsky, a questão da Catalunha e os guerrilheiros bascos, e fui ao Baader-Meinhof ... é claro, Ruy sabia de tudo e sacava de tudo. Era a única pessoa que fazia toda a diferença em nosso meio. Não sei como, ninguém percebeu isso ... e o perdemos. Ninguém percebeu a grandeza que tínhamos em nosso meio. 

Nos últimos tempos, a ausência de Nina, minha separação, meu isolamento, a ausência de diálogo, senti que comecei a morrer um pouco, de pouco há pouco. Passar o natal e o ano novo de 2015 sentado, sozinho, no Ginasião, foi o absurdo mais doído que senti. Mas sempre alimentei pequenos sonhos. Pequenos, muito pequenos. 

Depois, o destino me reservou o privilégio de conhecer 3 pessoas, jovens, mas sumamente inteligentes. Cabeças diferentes, muito inteligentes, sagazes, astutos. Cada um me fez feliz ao seu modo. 

Giovani
1 - Giovani Diedrich, é raro, embora jovem, é muito inteligente. Leitor voraz, sabe buscar as fontes, tem discernimento, sabedoria ... será um grande nome num futuro médio-próximo. Incompreendido. Mas, genial. 

2 - Lucas Figueira é outra pessoa rara. Também muito jovem. Este é um mistério, ele tem uma sede de busca dentro de si, tem ânsia pelo conhecimento, transcende-se, fenomenalmente; sua grande riqueza consiste em admitir o que não conhece e demonstrar a necessidade da busca.

Lucas
Vejo o Lucas diferente do Giovani. O Lucas me parece que tem uma missão, algo nele me cheira o clima de Israel, Messias, Mossad, Likud, resistente, corretíssimo, não o entendo bem, por isso o mistério ... talvez eu me veja nele quando integrei do CEDOPE ... quando estudei língua hebraica ... ainda não sei bem ... mas ele é muito usado por Deus. O Lucas tem muito de Jesus, de Lutero, Calvino ... sei lá ... eu admiro muito o Lucas, mas o tenho como um mistério...

Marceli
3 - Uma tarde, tocou meu telefone. Era uma moça, o nome dela é Marceli Machado Belmonte. Ela estudou serviço social, andou pela psico e agora está estudando psicanálise. Na mesma faixa etária do Lucas e do Giovani, a Marceli foi - para mim - a maior surpresa dos últimos tempos. Essa menina é também rara. Sumamente inteligente, batalhadora, corajosa, um poder de síntese, uma compreensão fora do normal, sabe fazer a leitura da alma humana ...  é claro, aplicadíssima, estuda, investe em livros, está sempre buscando ... buscando, buscando ... Aqui, foi a mulher mais inteligente que conheci nessa minha volta a Santiago. Ela está começando uma caminhada. É muito menina ainda. Eu aposto no futuro da Marceli. Somadas, ousadia e coragem, ela saberá construir uma ponte e tanto. É o futuro. Vi um pouco da Nina nela. Da Nina impossível ... porque não a verei. 

Por fim, é claro, existem pessoas raras em Santiago, mas não convivi com elas como consegui conviver e convivo com estes três, exceção da Marceli, que nos afastamos. Mas ficaram as impressões. 

Valdir
Valdir Amaral Pinto é uma paixão pela literatura, poesia, entende de arte, mas nunca se abriu comigo, nunca pude tirar nada dele, exceto o que ouvia dele próprio. O Froilam Oliveira e o Márcio Brasil são duas grandes exceções. O Márcio é um talento perdido, tem uma escrita rara, é sagaz, é uma pena, perdido em Santiago. Já o Froilam, é um intelectual sério, muito sério. Muito, muito mesmo. Busca, sabe buscar. E - é claro - o Oracy Dornelles é polímata, um misto de poesia e literatura, arte e espetáculo. É nosso maior artista de todos os tempos. Valdir, Froilam, Márcio e Oracy, meu contato com ambos sempre foi muito escasso, superficial. Não tive com nenhum deles um contato maior. 
Ruderson
Sou amigo do Ruderson, mas nunca consegui arrancar nada de suas idéias, ele é atípico, age, mas não fala nada, ninguém arranca nada dele. É claro que é um administrador fantástico, mas fechado em si, totalmente fechado, o que o faz singular e atípico. É um construtor genial.


O Ruy me fala muito no Paulo Nicola, mas nunca conversei com ele. Nunca mesmo. 

A dor continua. Entupido de corticóides, curto a madrugada de sexta para sábado. Amanhã vou apelar para a morfina. Existem duas dores que preciso tirar de dentro de mim. Uma física, objetiva, e a outra é um exorcismo do meu espírito, a solução. 

No meu livro O PAPEL DO JORNAL escrevi o quanto abominava a velhice e o morrer sem sentido. 

Cheguei neste estágio da vida, inútil. Sem uma causa, sem uma paixão, sem uma crença, sem uma ideologia. Vivo uma anomia espiritual, um niilismo quase absoluto ... só quem me dá um pouco de sentido, por incrível que pareça, são estes babacas que ficam me processando. Eles vão para o lixo da história, é o caminho inexorável quem oprime.

A Rosani Vontobel um dia me falou como eu seria lembrado após minha morte. Ela gostava muito da Eliziane, da Nina...ela é uma estrela, sua obra fez sua história e sua história marcou todos nós. 

Nosso destino é o túmulo. Ou ... o crematório. 

As religiões, nossas ilusões. 

Cada um traça um destino e projeta o vir-a-ser. Quem leu Hegel para falar em vir a ser e devenir ???

Sinto-me um pouco Eterno e um pouco mutável. Esta sexta-feira foi um marco em minha vida. Precisei escrever tanto para dizer isso. Tomei uma decisão, que precisava ser tomada. Introjetei-a em meu espírito, finalmente. 

Arthur Schopenhauer sempre dizia que não escrevia para tolos. Eu escrevo para cabalistas. Não escrevo para tolos. 

Só fico imaginando se o Bolsonaro lesse o pensamento de Schopenhauer sobre as mulheres. 

Nina
Meu amor é uma mulher, minha filha. Foi com ela que tentei dar um sentido a minha vida. Pensei em repassar a ela um pouco do que entendi sobre os campos paradigmáticos das ciências sociais e humanas, das conclusões camusianas e niilistas que descambam nas construções discursivas ... O campo interrompido, o curto circuito, a destruição, um hecatombe, a solução. 

escrito direto e sem revisão !!!

sexta-feira, novembro 10, 2017

Erro

Eu cometi um erro ao ler uma notícia defasada, hoje, num blog da capital.

Logo a seguir, viajei.

Só agora, o amigo Lucas me alerta tratar-se de uma matéria velha, e o próprio Políbio corrobora outra informação, isto é, que Ana Amélia não se aproxima do PC do B. 

Erro não tem desculpas. Errou, errou. Quem paga é quem erra. 

Entretanto, penso realmente que a visão de Estado intervencionista de ambos é idêntica. Esquerda ou direita, é apenas um rótulo.

Como estava de audiência e na estrada, meu celular ficou desligado e só vi, agora, 19 horas, quando o amigo me corrige. 

A vida segue. 

Não vai ser desta vez que eu verei o Heinze com a Manoela...mas vale a pena sonhar. 

quinta-feira, novembro 09, 2017

Beneficiários do IPE terão acesso aos serviços de oncologia no Hospital de Santiago

O Instituto de Previdência do Estado e o Hospital de Caridade de Santiago assinaram, nesta quarta-feira, dia 8, um aditivo ao Termo de Credenciamento que proporciona o atendimento nos serviços de quimioterapia aos beneficiários do IPERGS.
O presidente do IPE, Otomar Vivian, destacou os serviços prestados pelo Hospital de Caridade de Santiago no atendimento oncológico na região, proporcionando aos pacientes um atendimento qualificado e de excelência. Para ele, o termo de credenciamento, irá tornar mais acessível o tratamento quimioterápico, trazendo benefícios para os pacientes e facilitando para os segurados do IPE.
Após destacar que o Hospital de Caridade de Santiago atende todo o vale do Jaguari, abrangendo mais de 150 mil habitantes, o diretor do Hospital, Ruderson Mesquita Sobreira, ressaltou a importância deste credenciamento para o tratamento de câncer na região. "As pessoas não precisarão mais se deslocar para Santa Maria ou outros centros maiores para fazer quimioterapia", avaliou.

Assessoria de Comunicação Social do TCE-RS

Heinze cresce e ameaça a sucessão em aliança com o PTB

Uma fonte do PTB estadual me revelou que as conversas com o PP estão adiantadas, faltando apenas os trabalhistas definirem quem será o nome do vice de Heinze. 

Os trabalhistas sonham com o nome de um delegado, que foi chefe de polícia. Mas também corre por fora um ex-juiz de direito. O próprio Zambiasi (que é a preferência pessoal de Heinze) é outro nome e o Gugu da Farroupilha, a quarta alternativa. Definido o nome, será anunciada a aliança publicamente 

O assunto vem sendo mantido em sigilo e não se pode contar nada, por enquanto. 

O delegado entraria no ponto forte da segurança. Mas o ex-juiz é fortíssimo, ligado ao Movimento Negro, jurista brilhante, mas difícil de controlarem. 

Enquanto as coisas não se definem, pelo menos já sabemos que o PP e os trabalhistas vão caminhar juntos. Só um furacão mudaria o curso dos acontecimentos. 

Esse furacão vem de Pelotas, com base em Porto Alegre e Santa Maria, onde controlam as maiores prefeituras do Estado com a veia liberal, mas auto-proclamada social-democrata. 

Bolsonaro lança jornalista santiaguense ao Senado

O blog Políbio Braga deu o furo. Agora todos já publicaram. O jornalista santiaguense Luiz Carlos Prates, ex-RBS e ex-SBT, é candidato ao Senado por Santa Catarina, onde reside. 

---

Leia sobre o santiaguense na Wikipédia:

Luiz Carlos Prates (Santiago-RS26 de janeiro de 1943) é um jornalista e radialista brasileiro, formado em psicologia, mas não exerce a profissão. Conhecido por suas participações como comentarista em jornais locais da Rede Globo e do SBT. Prates faz críticas políticas e sociais relacionadas aos acontecimentos nacionais. Ele foi afastado da emissora no dia 14 de Abril de 2015 do SBT Santa Catarina por fazer um comentário polêmico sobre depressão e pessoas depressivas.  Retornou para as suas atividades no SBT no dia 04 de maio de 2015. Em 24 de junho, é contratado pela RedeTV! para ser comentarista do RedeTV! News. mas depois deixou a emissora e retornou ao SBT em 04 de julho de 2016.